quinta-feira, 1 de fevereiro de 2007

Resgate

Mês de aniversário, necessidade de voar, colocar pra fora o que está tão dentro que é difícil de sair... É. Até que enfim - diriam alguns amigos - comecei meu blog (ou seria meu vôo?).
Tempo de resgate; de virar borboleta - mesmo com momentos de lagarta (e quem não os tem?).
Muita interrogação para um início? Mas o que é o sonho senão um querer cheio de pontos de interrogação ainda?
Aos poucos os outros pontos vão chegar. Não quero atropelar o tempo de cada um. Estão todos nas mãos de Deus. Minha pontuação é dEle: vírgulas, reticências, exclamações! Até que chegue o dia do ponto final, do vôo mais alto.
Mas até lá, vamos voar...

8 comentários:

schirley disse...

Passei aqui só pra deixar um parênteses para vc: estou com saudades.
Beijos

Pavarini disse...

Oi, Luciane.
Bem-vinda à blogosfera, este delicioso e viciante mundo!
Que venham muitas aspas e travessões.
Bjos

rubenita disse...

camus definiu esperança dizendo: ”e no meio do inverno descobri que dentro de mim havia um verão invencível...”

é mais ou menos isso que sinto lendo seu texto de introdução! parabéns! "até que chegue o dia do ponto final... vamos voar."

bjos, amada. que esse espaço seja tbém para Honrar e Glorificar o nome do Senhor. vc é muito especial!

Jacqueline disse...

NaneLINDA...!

Você atravessa o tempo e o espaço e chega direto no coração dos outros!
“Um pouco de azul”, com gosto de presente!
Amei...!

Grande beijo parabenizante! :-)

Josué Ebenézer disse...

Nane, vc sempre inovando, sempre deixando marcas. Você tem o poder da transformação, das palavras fáceis, das alegrias incontidas, da renovação. Você é a síntese da amizade, da alegria de saber que tem alguém em algum lugar que lembra da gente, que ora pela gente, que se alegra com nossas alegrias e sente nossas tristezas. Parabéns por este novo espaço e que Deus continue abençoando rica e abundantemente a sua vida. Abraços!

Wanda Mara disse...

Azul da cor do Mar...

É isso aí, menina linda. Tudo azul.
E que estória é essa de lagarta? jamais. Você sempre esteve entre casulo (que guarda todas as belezas) e borboletas.

Beijos azulados da cor do mar, do céu e do ar.... Wanda

Denise disse...

Lu,
a história que temos vivido até agora tem muitas vírgulas, interrogações,reticências, exclamações...
Nessa história não tem lugar para ponto final
bjos

rodrigo disse...

Maninha que Jesus te abençoe. Sabemos que esse final é o começo para uma vida eterna com o Senhor da Eternidade!!