quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Oração-Poema Por Brasília Na Seca

Ah! Senhor, alivia essa seca da terra,
da garganta, da pele, dos olhos...
Abre o céu e faz chover, aos molhos,
água pura e cristalina.
Molha o vermelho do barro,
alivia o vermelho da retina
que chora essa dura rotina
de ter água só no jarro.
Tira o cinza que macula o azul
desse céu tão bem talhado.
Tira o cheiro de queimado
que assola o solo do cerrado.
E mesmo que seja quimera
- por ainda não ser primavera -,
perfuma o ar de jasmim...
Molha minha Brasília com chuvas
abundantes, refrescantes.
Gosto tanto dela assim...


(Nane Sylvestre / manhã de 15-09-2011)


**Foto de Kenia Ribeiro: um recorte do Eixo Monumental (próximo à Torre de TV), pouco divulgado e pouco conhecido, principalmente para os que não conhecem Brasília ou os que nela moram sem a conhecer...

Um comentário:

J.F.AGUIAR disse...

Passo sempre para observar seus textos
irmãos em Cristo sempre irmãos...
e também é uma forma de manter comunhão, exercitar o amor, seremos
visto se amarmos uns aos outros (J.C)
mesmo virtualmente, somos irmãos em Cristo, "Quem vem a mim de maneira alguma eu o lançarei fora" J.C
Deus o abençoe sempre! a irmã e a todos os seus.